Volte ao SPIN

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Na realidade spin existe o poder restaurativo no lugar do Judiciário

QUE VENHA O PODER CURADOR - Século 19 do Legislativo, o 20 do Excecutivo, o 21 do Judiciário. Espero que a próxima ênfase seja na cura das pessoas e não no castigo. Que o próximo ciclo seja o do abolicionismo penal e a substituição do Poder Judiciário, de vigiar e punir, pelo Curador, de salvar, curar.

Quando esse tempo chegar, os indivíduos serão acompanhados desde o início de suas vidas no sentido de se sentirem aptos e amparados em seus projetos de vida sem que corram o risco de, ao invés de continuarem contribuindo com sua criatividade, serem jogados numa masmorra como agora vemos no caso de um julgamento de exceção do começo ao fim e, no fim, entram os médicos para sacramentar a truculência de um Poder Judiciário encarnado por um louco ensandecido que perdeu o juízo em sua busca a qualquer custo de ascensão social e foi isso o que aconteceu: Um ministro, no caso Barbosa, era um ser moribundo, só vivia de licença até o dia em que viu na AP 470 uma oportunidade de ascensão social, foi quando suspendeu sua licença médica a qual ainda lhe dava o direito de ficar 60 dias em casa, quer dizer, de bar em
bar. 
( Um momento, vou ali, depois volto para continuar)

08:31- Voltei.
FECHEM MINHA BOCA QUANDO EU MORRER - Eu sei que os sonhos não dizem respeito ao outro mas tão somente à gente mesmo, às vezes tem a ver com outros, pois que os sonhos são revelações, melhor então que usemos a palavra "revelação' no lugar de sonho, essa palavra "son=o", ops,"sonho" é tão distante que devemos refutá-la. 
As revelações de sonhos dizem respeito a nós mesmos. E nesta noite tive a seguinte revelação: Um ator havia morrido. Ele estava morto e depositado na urna, funerária. Com um detalhe: A boca dele estava aberta. Foi quando vi que, ao morrer, queria ter respirado mais e mais, buscou ar vida mas morreu.Pensando bem, não era ar mas falar que ele queria. Por isso morreu assim. Eu deveria realizar uma performance na praça central, dentro da urna, morto com a boca aberta. Ao menos desenhar, por um modelo vivo morto para retratar a revelação desta noite.
.....
Esqueci de dizer que, até então vivenciei os momentos "visionário" e "forma'. Agora começo o momento conhecimento. Um momento. Agora são 8:38.

Do laudo emitido pelos médicos da Câmara dos Deputados

Voltei. Eu havia saído para fotografar, a princípio pensei em fotografar minha própria boca mas vi que ela não era totalmente oval, como a da revelação, ai saí a procura de uma boca que fosse redonda, desci para a portaria do prédio e vi que a boca da spin fofoqueira, ops porteira era redonda mas fiquei com vergonha de pedir para ela "quero fotografar sua boca, posso",  então fotografei a boca da repórter que falava na TV, spin verbalizadora, pessoa jurídica



Lewandowski e  a relação mídia e judiciário
http://www.jornalggn.com.br/noticia/lewandowski-e-a-relacao-midia-e-judiciario



  • Nenhum comentário: